Exit

Limpeza Urbana

Hoje comemora-se o dia da limpeza urbana e apesar da data não passar em branco, aqui na Aires temos muito o que falar. Estamos em 2016 e infelizmente nem todos os municípios do ES possuem coleta seletiva e depósitos adequados para destinação do lixo. Após a coleta, o lixo comum pode ser encaminhado para três lugares:

– Aterro sanitário: É a forma de disposição final de resíduos sólidos no solo, em local devidamente impermeabilizado, mediante confinamento em camadas cobertas com material inerte, geralmente solo, segundo normas operacionais específicas, de modo a evitar danos ou riscos à saúde pública e à segurança, minimizando os impactos ambientais.

– Unidade de incineração: É o processo de redução de peso e volume do lixo pela combustão controlada. A incineração é utilizada no Brasil, apenas para o tratamento de resíduos hospitalares e industriais. É bastante difundida em países desenvolvidos e com pouca extensão territorial e, normalmente, associada à produção de energia.

– Unidade de valorização e tratamento de resíduos: Consiste no conjunto de métodos e operações necessárias para diminuir o impacto negativo à saúde humana e ao meio ambiente. Pode consistir numa disposição final, ou um tratamento intermediário, que diminua a periculosidade dos mesmos, possibilitando sua reutilização ou reciclagem.

A coleta dos resíduos urbanos pode ser indiferenciada ou seletiva. É indiferenciada quando não ocorre nenhum tipo de seleção na sua coleta e acabam rotulados como lixo comum e é seletiva quando os resíduos são recolhidos já com os seus componentes separados de acordo com o tipo de resíduo e destino para o qual são enviados.

Contudo, muitas das vezes os resíduos são descartados de forma inadequada em terrenos baldios, áreas de mata ou rios próximos às residências geradoras, gerando graves consequências para a saúde e meio ambiente.

O descarte inadequado de resíduos causa a proliferação de vetores de doenças, degradação visual, acúmulo de água parada, desvalorização dos imóveis, mau odor, entre outros. Na Região Metropolitana da Grande Vitória, existem vários pontos viciados nos quais as pessoas depositam e até queimam seus resíduos, causando outro problema ambiental que é a geração de poluentes atmosféricos devido a combustão do lixo (principalmente o CO e CO2)

Mesmo quando descartado corretamente e enviado, por exemplo, para um aterro sanitário, o lixo produz gases poluentes como o CH4 (metano). O metano é um dos gases responsáveis pelo aquecimento global e deve ser tratado antes de enviado para a atmosfera. Portanto, em muitos dos aterros sanitários existentes no país, o CH4 gerado no aterro é utilizado para geração de energia ou como combustível para queima de gás em fogões de escolas e projetos de inovação científica. Na Alemanha, por exemplo, o alto investimento em instalações adequadas para a combustão de lixo com geração de energia forçou o país a importar resíduos sólidos da Itália para compensar o custo afundado e fornecer a energia planejada quando a geração de resíduos não atendeu as previsões. O biogás para aproveitamento energético, que pode ser proveniente não apenas de captura de biogás de aterros sanitários – resíduos sólidos –, mas também de vários tipos de rejeitos, como efluentes urbanos (esgoto), dejetos de animais e/ou vegetais em biodigestores, vinhoto ou ainda da indústria de celulose, pode ser utilizado na sua forma bruta, gerando energia por “queimadores” (flares) ou em substituição ao gás de cozinha, ou pode ainda ser melhorado mediante tecnologia específica (enriquecendo o gás resultante de cerca de 55% CH4, para 92% CH4) para substituir o gás natural em veículos ou na indústria.

http://g1.globo.com/platb/mundo-sustentavel/2013/03/01/o-lixo-que-vira-energia/

Contudo, desenvolvimentos científicos na captação do gás e sua destinação/consumo ainda devem ser realizados.

Além do gás gerado, o aterro sanitário também produz o chorume. Você sabe o que é chorume?

O chorume é uma substância líquida resultante do processo de putrefação (apodrecimento) de matérias orgânicas. Possui um cheiro muito forte e desagradável. Portanto, gera incômodo para as pessoas que habitam em regiões próximas desses locais. Caso não seja tratado, ele pode atingir lençóis freáticos, rios e córregos, levando a contaminação para estes recursos hídricos. Neste caso, os peixes podem ser contaminados e, caso a água seja usada na irrigação agrícola, a contaminação pode chegar aos alimentos (frutas, verduras, legumes, etc).

Entendeu a importância do resíduo que você gera?

Existem 647 pontos de coleta seletiva em 66 bairros de Vitória. Além da coleta seletiva porta a porta, postos de entrega voluntária (pev’s) estão espalhados pelas regiões. Clique no link a baixo e veja os pontos:

http://www.vitoria.es.gov.br/cidade/coleta_seletiva

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-8#q=munic%C3%ADpios+que+fazem+coleta+seletiva+no+espirito+santo

Por isso é muito importante se organizar e separar o seu lixo antes de colocar na rua. Observe na tabela abaixo alguns exemplos que podem ser classificados:

lixo

Existem resíduos que são classificados como tóxicos como, por exemplo, pilhas, equipamentos eletrônicos e lixo hospitalar que devem ser enviados para uma unidade de incineração. O lixo queimado passa por um sistema de filtração antes de ser liberado para atmosfera. Dentre os poluentes emitidos na incineração de resíduos estão: monóxido e dióxido de carbono (CO e CO2), óxidos de nitrogênio (NOx), dióxido de enxofre (SO2), material particulado (MP), metais pesados, entre outros.

Lembre-se:

A limpeza urbana é fundamental para garantir a saúde pública. Um ambiente sujo é sinônimo de doenças. Faça sua parte, o meio ambiente agradece!

 

 

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Go top